Crianças e a perda auditiva

O diagnóstico da perda auditiva não tem idade. Hoje, muitas crianças utilizam de tecnologias auditivas para ouvir e ter mais qualidade de vida.  Ao ser identificada a necessidade de utilizar aparelho auditivo, é preciso o acompanhamento regular de um otorrinolaringologista e de um fonoaudiólogo, para que encontrem o melhor dispositivo e auxiliem no processo de adaptação e manutenção do uso. 

 O aparelho é um novo motivo para ensiná-las sobre responsabilidade. Cuidar do dispositivo observando as condições de higiene, limpeza e manutenção podem ser feitas em conjunto com a criança, para que ela aprenda e vá tornando isso um hábito. Para crianças, existem os dispositivos mais lúdicos, coloridos e temáticos para um incentivo a mais para a sua devida utilização. Nesses casos é importante levar em consideração a preferência da criança, porque assim facilitará o processo de adaptação ao mesmo. 

 Durante o processo de definição do grau da perda auditiva, e da escolha dos aparelhos, interaja com a criança para estimulá-la.  Fale olhando para ela, cante e faça gestos com as mãos, use suas expressões faciais e gestuais para interagirem. Após o início do uso do aparelho, instigue a criança aos novos sons. Questione se ela está ouvindo algo, se é um barulho novo, o que ela acha que é. Peça para avisar quando ouvir algo pela primeira vez, e ajude-a a entender estes novos sons. 

 Aja sempre normalmente com a criança, explique à ela o motivo do uso do aparelho, deixe que ela se comunique com outras pessoas e converse com os profissionais da escola sobre este novo processo na vida dela. 

 

Fontes: 

https://www.centroauditivoviver.com.br/aparelhos-auditivos-infantis/ 

https://www.hear-it.org/pt/adaptando-se-a-um-aparelho-auditivo 

https://www.hear-it.org/pt/aparelho-auditivo-pode-ajudar-criancas-com-perda-auditiva-leve 

https://www.resound.com/pt-br/hearing-loss/children